Contornos - Educação e Pesquisa

Principais artigos

19 de março de 2020

Dicas para organização pessoal e estudos no período de quarentena

Estamos diante de circunstâncias inéditas na sociedade contemporânea, o que está nos exigindo um grande esforço em nos mantermos em resguardo, mas também ativos. Pensei nas dicas a seguir com foco em estudantes de Ensino Médio, entretanto, também pode ser útil para outros segmentos. ;)


- Não deixe de realizar seu planejamento diário/semanal, de anotar seus planos, desejos e atividades realizadas. Continue usando sua agenda e/ou seus aplicativos de organização (Google Agenda, Google Keep, Todoist, Trello etc)

- Mantenha uma rotina de horários, ainda que sejam diferenciados de sua rotina comum. Tente dormir e acordar nos mesmos horários todos os dias, mesmo que você venha a dormir e acordar bem mais tarde que de costume.

- Vista-se como se fosse sair ou encontrar alguém. Não é porque você vai ficar em casa que deve ficar de pijama o dia inteiro. Colocar uma roupa e se arrumar ajuda o cérebro a entender que você está em atividade e pronto para produzir alguma coisa.

- Equilibre dever e lazer. Mais uma razão para manter a organização da agenda. É preciso equilibrar aquilo que você faz porque precisa e aquilo que você faz para relaxar. Os dois são necessários. Pode acontecer de você se sentir culpado/a por não estar produzindo, mas a pessoa presa na ideia do dever acaba não produzindo nada.
Imagem de domínio público. Fonte: https://www.pond5.com/

- Anote as suas conquistas. Nesse momento sem atividades externas, a sensação de não ter produzido o suficiente tende a aumentar. Anote o que você fez durante o dia e reveja ao longo da semana, você irá se surpreender com a quantidade de atitudes tomadas. Obs.: essa é a ideia da Planilha de Hábitos.

- Estipule o tempo dos deveres e os cumpra. A Técnica Pomodoro é uma excelente aliada para focar nas atividades. No entanto, não ambicione demais. Se você estipular 3 horas seguidas de estudo, muito provavelmente não conseguirá e a frustração virá com tudo, impedindo novas tentativas. Comece com pouco tempo, como 45 minutos, cumpra e faça outra coisa depois. Dentro dos 45 minutos, faça um intervalo também. Veja mais em: Como conseguir estudar?


Que possamos superar esse momento com relativa tranquilidade e que disso possam também surgir coisas positivas. Seguimos!


2 de dezembro de 2019

Estratégias de leitura acadêmica - Recurso virtual

A equipe de produção da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp) construiu um Recurso Educacional Aberto (REA) sobre estratégias de leitura de textos acadêmicos. A ideia é auxiliar as pessoas a compreender textos, artigos acadêmicos e científicos, por meio da elaboração de uma ficha de leitura


Clique na imagem para ampliar

A respeito das fichas de leitura (ou fichamentos), veja também o artigo Plágio em trabalhos e relatórios: é preciso entender o que é pesquisa


6 de outubro de 2019

Cartões de análise para imagens e vídeos - Anos Iniciais do Ensino Fundamental

Ao longo dos últimos anos, estou tendo a oportunidade de trabalhar com diferentes segmentos do ensino básico. Essa vivência profissional e pessoal tem sido bastante intensa, pois as demandas, necessidades e imprevistos acabam tomando conta do cotidiano. Ainda assim, as dificuldades algumas vezes foram importantes para o desenvolvimento de estratégias de superação.

Uma das experiências mais ricas e desafiadoras se deram como docente de Ciências Humanas nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental. É um rico momento da vida escolar para suscitar o interesse na área, despertar a curiosidade científica e o olhar crítico. No entanto, a realidade da sala de aula exige intensa dedicação na criação de ideias para cada momento, pois a atenção do educando tem de ser conquistada várias vezes ao longo de uma aula.

Ao trabalhar com os Anos Iniciais, compreendi a forte necessidade de se organizar o espaço, o quadro (apagar registros anteriores, colocar data e alguma observação sobre o dia, atividades e conteúdos programados) e realizar uma acolhida, especialmente quando for a primeira aula do turno. Essa acolhida pode ser uma história, uma dinâmica, uma música, um vídeo... Ter essa rotina contribui muito para o envolvimento nas propostas didáticas, pois é um momento de conexão entre a professora e o grupo e no grupo entre si.

Para as acolhidas que envolviam imagens e vídeos (ou outra atividade que envolva essas ou outras mídias), criei um instrumento de registro para o momento. O registro é importante para estimular a reflexão, a escrita e a expressão do educando que muitas vezes está em uma fase inicial de seu processo de alfabetização.


Clique para ampliar