Contornos - Educação e Pesquisa: Citações: para quê servem? Como utilizar e formatar referências no corpo do trabalho.

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Citações: para quê servem? Como utilizar e formatar referências no corpo do trabalho.


Dando continuidade à sequência de posts com o conteúdo do guia de normatização que construí junto com outro professor (clique aqui para ver o primeiro post da série), o texto de hoje se refere às formas de se fazer citações em trabalhos acadêmicos. ;)

1  CITAÇÕES

As citações serão bastante utilizadas na parte textual do trabalho (exceto nas conclusões). Elas servem para situar o leitor no contexto teórico do trabalho,  parafraseando ou transcrevendo literalmente o texto da referência. As citações servem também para esclarecimento, sustentação ou ilustração do assunto. É recomendado que a citação siga exatamente as características do original. As citações podem ser diretas ou indiretas.
Logo que você compreender a importância da utilização do referencial teórico no seu estudo, naturalmente buscará formas de inserir no seu trabalho as ideias dos autores nos quais você se baseia. Para demonstrar que tal autor está presente no seu estudo, provavelmente você precisará descrever suas teorias e apresentá-lo. É aí que as citações aparecem como uma ferramenta importante para a clareza e a credibilidade de trabalho científico.


1.1  Citações diretas

É a transcrição literal do texto ou de parte dele. Pode ser utilizada de duas formas: citação direta com até três linhas ou citação direta longa (com mais de três linhas). Há diversas formas de se indicar a autoria e de qual publicação de trata uma referência, contudo, utilizaremos o sistema autor-data (também recomendado pela ABNT).


1.1.1 Citação direta com até três linhas

É utilizada quando apenas uma frase ou pequeno trecho do texto de referência será inserido no texto. Tal frase ou trecho entra na frase do autor do trabalho, sustentando sua argumentação. O trecho de referência deve conter aspas e o autor do trecho e a página devem ser referenciados imediatamente antes ou depois da frase. 

Por exemplo:
Para Maffesoli (1996), as tribos clássicas estão sendo substituídas por novas tribos, caracterizadas, pela "fluidez, as reuniões pontuais, a dispersão" (p. 3).
Ou ainda:
Bauman (2003) indica a persistência das duas tendências no capitalismo moderno. De um lado, o esforço societário, no sentido de "substituir o entendimento natural pelo ritmo regulado da natureza, tradição personificadas nas rotinas artificialmente projetadas e coercitivamente impostas e monitoradas"( p. 36).

Nesses dois casos, o autor foi indicado antes de sua citação e a página após, entretanto, estas mesmas sentenças poderiam ser escritas das seguintes formas:

Para Maffesoli (1996, p.3), as tribos clássicas estão sendo substituídas por novas tribos, caracterizadas, pela "fluidez, as reuniões pontuais, a dispersão".

Bauman (2003, p.36) indica a persistência das duas tendências no capitalismo moderno. De um lado, o esforço societário, no sentido de "substituir o entendimento natural pelo ritmo regulado da natureza, tradição personificadas nas rotinas artificialmente projetadas e coercitivamente impostas e monitoradas".

----

As tribos clássicas estão sendo substituídas por novas tribos, caracterizadas, pela "fluidez, as reuniões pontuais, a dispersão" (MAFFESOLI, 1996, p. 3).

Bauman (2003) indica a persistência das duas tendências no capitalismo moderno. De um lado, o esforço societário, no sentido de "substituir o entendimento natural pelo ritmo regulado da natureza, tradição personificadas nas rotinas artificialmente projetadas e coercitivamente impostas e monitoradas" (BAUMAN, 2003, p. 36).

Note que apesar da parecer rígida, a norma estabelece apenas que sejam indicados o autor, a publicação (referida pelo ano) e a página da citação, na ordem que melhor convir ao autor, desde haja sentido.


1.1.2 Citação direta longa

Possui a mesma função da citação com até 3 linhas, com a diferença de que são necessárias mais frases ou um trecho maior do texto para auxiliar na argumentação do autor. Para tanto, utiliza-se uma formatação distinta, de forma a destacar que aquele longo trecho trata-se de obra de outro autor.

Por exemplo:

Rheingold (1995, p. 20), um dos primeiros autores a efetivamente utilizar o termo "comunidade virtual", define-a: 

As comunidades virtuais são agregados sociais que surgem da Rede, quando uma quantidade suficiente de gente leva adiante essas discussões públicas durante um tempo suficiente, com suficientes sentimentos humanos, para formar redes de relações pessoais no ciberespaço.

O mesmo exemplo poderia ser apresentado da seguinte forma:

Um dos primeiros autores a efetivamente utilizar o termo "comunidade virtual", define-a:

As comunidades virtuais são agregados sociais que surgem da Rede, quando uma quantidade suficiente de gente leva adiante essas discussões públicas durante um tempo suficiente, com suficientes sentimentos humanos, para formar redes de relações pessoais no ciberespaço (RHEINGOLD, 1995, p.20).


1.2  Citação indireta

É redigida pelo autor do trabalho com base em ideias de outro autor ou autores. A citação indireta pode estar sob a forma de paráfrase ou de condensação.
A paráfrase é uma forma de citação em que o autor expressa a ideia com suas próprias palavras. É claro, aqui é necessário procurar ser fiel ao sentido da ideia do autor em questão. A condensação é uma síntese ou resumo dos dados retirados da fonte consultada, sem a alteração da ideia do autor. Neste caso, procede-se da mesma forma como na paráfrase. Nas citações indiretas, é comum não se referenciar a  página, uma vez que a ideia transcrita muitas vezes percorre o conjunto da obra do autor (ou até mais de um autor).

Exemplo:

O surgimento da chamada complexidade, como forma de abordagem dos fenômenos,  também deve muito ao sistemismo (NICOLIS E PRIGOGINE, 1989).

1.3  Citação da citação

É a menção de uma referência a qual se teve acesso por via indireta. Apud significa "citado por". Deve ser usada somente quando é muito difícil ter acesso ao documento original. A indicação é feita pelo nome do autor original seguida da expressão latina apud e do nome do autor da obra consultada.

No exemplo abaixo, você notará a presença de uma citação de citação transcrita de forma direta. Como esta possui até de três linhas, a formatação segue o modelo da citação direta curta (de até 3 linhas):

Freeman (2004), por outro lado, credita as primeiras intuições dos estudos de rede a Auguste Comte (apud Freeman, 2004, p. 11): “Apesar de geralmente não ser mencionado nas revisões históricas da análise de redes sociais, eu suspeito que ele tenha tido uma grande - ainda que indireta - influência no desenvolvimento do campo”.

Outro aspecto importante a observar quando utilizar a citação da citação é que na lista de referências (no final do trabalho) deve constar apenas a obra que citou o trecho, ou seja, no caso acima, você colocaria apenas a referência do Freeman e não do Comte.


Nota:
As citações contidas nos exemplos são do trabalho: RECUERO, Raquel. Comunidades em Redes Sociais na Internet: proposta de tipologia baseada no Fotolog.com. Tese de Doutorado. Programa de Pós-Graduação em Comunicação. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre,  2006.

Veja também:
Estrutura geral de um TCC: elementos textuais, ordenamento e formatação - Um guia básico

2 comentários: